ARTIGOS

15/11/2022
Autor: Tânia Maria de Oliveira

O Fascismo seria cômico se não fosse trágico

A primeira reação é de rir. Porque o absurdo, em regra, se apresenta como comédia. O que vemos nas ruas do Brasil pós 30 de outubro de 2022 poderia ser cenicamente enquadrado no gênero do Teatro do Absurdo: um enredo deslocado do senso de realidade, textos desconexos, personagens com comportamentos estranhos e bizarros.

15/11/2022
Autor: Cláudia Maria Dadico

Gravidez na Infância e Adolescência no Brasil: um Estado de Coisas Inconstitucional

Recentemente dois casos de crianças grávidas que tiveram obstáculos para exercer seu direito constitucional e humano ao aborto legal chamaram a atenção da opinião pública.

30/09/2022
Autor: Marcelo Uchôa

A esperança é agora

A poucas horas das eleições, do Ceará, estado em que, segundo pesquisas, cerca de minguados 20% do eleitorado aprovam o governo de Jair Bolsonaro (outros 20% consideram medíocre e 60% reprovam), a maioria absoluta da população se pergunta: como é que ainda há 7 estados do país em que uma pessoa tão repulsiva consegue estar na liderança das pesquisas de opinião?

30/09/2022
Autor: Claudia Maria Dadico

Quem tem medo das urnas eletrônicas?

A pandemia de desinformação que assola o mundo e o Brasil torna obrigatória a repetição do óbvio, muitas e muitas vezes. Estamos cansados, é verdade, mas não nos é permitido parar de repetir que a terra é redonda, que não há tratamento precoce para a Covid-19, que as vacinas para a Covid-19 não transmitem HIV e que tampouco são feitas de células de fetos abortados.

12/09/2022
Autor: Tânia Maria de Oliveira

Violência política extrema: o bolsonarismo, o buraco de Alice e os riscos da falsa polarização

Para além das diferenças filosóficas a democracia é definida desde a Grécia Antiga como um modelo político que tem como pressuposto a coexistência de pensamentos divergentes dentro de um mesmo espaço público, que na modernidade é assegurada por ordenamentos jurídicos e instituições sólidas

08/09/2022
Autor: Tânia Maria de Oliveira

Democracia, eleições e o sequestro do 07 de setembro

O homem que hoje ocupa a cadeira de Presidente da República no Brasil foi eleito se dizendo o verdadeiro representante do povo, chamando os adversários de traidores da pátria, atacando as normas mais elementares da democracia, tecendo elogios à sangrenta e cruel ditadura militar que durou mais de duas décadas no país.

02/09/2022
Autor: Cláudia Maria Dadico

Enfrentar o discurso de ódio na América do Sul é salvar a democracia

09/07/2022: o guarda municipal e tesoureiro do PT em Foz do Iguaçu, Marcelo Arruda, é assassinado a tiros na festa em que comemorava seu aniversário por um simpatizante do Presidente Jair Bolsonaro, Jorge Guaranho.

25/08/2022
Autor: Tânia Maria de Oliveira

Inquérito do STF: os mercadores do golpe e o garantismo de ocasião

No dia 07 de setembro do ano de 2021 na cidade de Brasília, capital da República, fileiras e fileiras de ônibus de luxo vindos dos mais diversos lugares do país eram estacionados na Esplanada dos Ministérios e em locais próximos. Deles desciam pessoas vestidas de verde e amarelo que passavam a se aglomerar no gramado em frente ao Congresso Nacional.


Escolha a ABJD mais próxima de você

TO BA SE PE AL RN CE PI MA AP PA RR AM AC RO MT MS GO PR SC RS SP MG RJ ES DF PB