Retrospectiva 2020 | "São histórias que a história qualquer dia contará"

2020 chega ao fim nos deixando uma grande lição sobre a necessidade urgente de justiça, de solidariedade, de saúde, de garantia de direitos e respeito à democracia.  A ABJD agradece a todas e todos associadas (os), companheiras (as) e entidades parceiras que estiveram juntos nas trincheiras da resistência e da sobrevivência, se solidariza profundamente com as vítimas da pandemia e familiares, e deseja que em 2021 tenhamos ainda mais força e coragem para seguirmos nas importantes batalhas por um mundo mais justo. Vamos à luta! Feliz Ano Novo!

Ação Civil Pública garante direito à manifestação em São Paulo

Stefano Figalo / Brasil de Fato

 Justiça de São Paulo libera realização de protesto contra Bolsonaro no 7 de setembro 

 Ação Civil Pública ajuizada pela Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD), Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (APEOESP) e a Central de Movimentos Populares (CMP) recebe decisão favorável na Justiça de São Paulo e garante o direito à manifestação em São Paulo no próximo dia 7 de setembro.  


O ato contra o presidente Jair Bolsonaro, convocado pelas Frentes Brasil Popular e Provo Sem Medo, Coalizão Negra por Direitos e Movimento Acredito, Grito dos Excluídos e a Campanha Nacional Fora Bolsonaro havia sido proibido pelo governador de São Paulo João Dória.  A decisão do juiz Rodolfo Ferraz de Campos, da 14ª Vara da Fazenda Pública do Estado de São Paulo garante o direito constitucional à livre manifestação e a realização do já tradicional Grito dos Excluídos em São Paulo.