Retrospectiva 2020 | "São histórias que a história qualquer dia contará"

2020 chega ao fim nos deixando uma grande lição sobre a necessidade urgente de justiça, de solidariedade, de saúde, de garantia de direitos e respeito à democracia.  A ABJD agradece a todas e todos associadas (os), companheiras (as) e entidades parceiras que estiveram juntos nas trincheiras da resistência e da sobrevivência, se solidariza profundamente com as vítimas da pandemia e familiares, e deseja que em 2021 tenhamos ainda mais força e coragem para seguirmos nas importantes batalhas por um mundo mais justo. Vamos à luta! Feliz Ano Novo!

Nota | ABJD exige apuração de tortura contra Rodrigo Pilha


TORTURA NUNCA MAIS!!!

A Associação Brasileira de Juristas pela Democracia - ABJD vem, por meio da presente nota, requerer a apuração rigorosa sobre a denúncia veiculada na Revista Fórum em 29.04.2021, a respeito do tratamento dado a Rodrigo Grassi Cadermatori, conhecido como Rodrigo Pilha, no Centro de Detenção Provisória II, em Brasília/DF.

Segundo o veículo Rodrigo Pilha teria sido torturado por agentes estatais e estaria dormindo no chão desde o momento da privação de sua liberdade, há 41 dias. 

Os indícios gravíssimos de violações perpetradas pelo Estado, inclusive possivelmente motivadas, como afirma a reportagem, por questões políticas, atingem não apenas a pessoa do Rodrigo Pilha, mas a própria democracia brasileira.

Não é novo que a máquina estatal, especialmente em seu viés repressivo, seja utilizada para oprimir indivíduos e grupos de pensamento não alinhados aos detentores do poder político. Eram assim os métodos fascistas, empregados na primeira metade século XX, bem como nas ditaduras latino-americanas. Não queremos e não podemos, aceitar o retorno desses tempos sombrios, razão pela qual urge que as instituições democráticas funcionem no sentido de inibir essas práticas abomináveis.

Deste modo, a ABJD pugna pela apuração  urgente, nas esferas administrativa-correicional e penal, dos fatos noticiados, com a devida oitiva do custodiado.

Tortura nunca mais!