ABJD denuncia Bolsonaro por crime contra a humanidade no Tribunal Penal Internacional

Presidente estimula o contágio e coloca a vida de milhares de pessoas em risco na pandemia A ABJD (Associação Brasileira de Juristas pela Democracia) protocolou nesta quinta-feira, (2/4) uma representação (Leia a íntegra em português e inglês) no TPI (Tribunal Penal Internacional) contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, pela prática de crime contra a humanidade que vitima a população brasileira diante da pandemia de coronavírus.

Acesse o texto de divulgação em inglês e espanhol.
De acordo com a entidade, o Brasil possui, no atual momento, um chefe de governo e de Estado cujas atitudes são total e absolutamente irresponsáveis. Por isso, solicitam ao TPI que instaure procedimento para averiguar a conduta do presidente e condene Bolsonaro pelo crime contra a humanidade por expor a vida de cidadãos brasileiros, com ações concretas que estimulam o contágio e a proliferação do vírus, aplicando a pena cabível.

“Por ação ou omissão, Bolsonaro coloca a vida da população em risco, come…

AO VIVO | ABJD debate "Fascismo e exílio no governo Bolsonaro" com Marcia Tiburi

 



A filósofa e escritora Marcia Tiburi é a convidada do próximo debate ao vivo que será realizado pela Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD). A conversa sobre "Fascismo e exílio no governo Bolsonaro" será nesta terça-feira, 18, às 18h, nas redes ABJDBR.

Candidata a governadora do Rio de Janeiro pelo em PT em 2018, Tiburi teve que deixar o Brasil logo após o processo eleitoral depois de receber ameaças de morte e não poder mais sair de casa. 

Não por coincidência, a escritora foi vítima do mesmo fascismo emergente que trata em obras como: "Como conversar com um fascista (2015); “Ridículo Político: uma investigação sobre o risível, a manipulação da imagem e o esteticamente correto” (2017); e Delírio do poder: Psicopoder e loucura coletiva na era da desinformação (2019).

Prestes a lançar um novo livro chamado "Como derrotar o Nazifascismo", a filósofa discute essas e outras questões que permeiam seu trabalho e sua realidade com os integrantes da Executiva Nacional da ABJD, Marcelise Azevedo e José Maria Vieira.