Com dados da CPI da Covid, ABJD faz nova denúncia contra Bolsonaro no Tribunal Penal Internacional

Foto: Marcos Corrêa-PR Acesse o documento em português e inglês Com base em fatos novos levantados pela CPI da Covid, a Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD) protocolou nesta terça-feira, 09, no Tribunal Penal Internacional (TPI), um adendo onde pede que a Corte dê seguimento à representação realizada em abril de 2020. A intenção é que seja investigada a denúncia feita pela entidade contra Jair Bolsonaro por cometimento de crimes humanitários contra a população brasileira ao assumir a opção de imunidade de rebanho, com boicote ao programa de vacinação e negação das políticas de cuidados sanitários .  De acordo com os juristas, a sistematização de dados produzidos pela CPI da Covid e por vários pesquisadores revelam o empenho e a eficiência da atuação do presidente e da União em prol da ampla disseminação do vírus no território nacional. “As normas produzidas, decretos e vetos a leis votadas no Congresso, os discursos e atos de Bolsonaro foram determinantes para

Carta de Lula para ABJD: "O calor humano que vocês me enviaram serve de estímulo para seguir em frente"



Foto: Ricardo Stuckert


O ex-presidente Lula enviou, nesta quinta-feira, 17/10, uma carta aos integrantes da ABJD (Associação Brasileira de Juristas pela Democracia) e também ao grupo Prerrogativas e Resistência Carbonária. No texto, ele agradece a visita "solidária e estimulante" da jurista Carol Proner, que no dia 19/09, esteve em Curitiba representando os movimentos jurídicos que lutam pelo restabelecimento do estado democrático de direito, pela libertação do ex-presidente e contra a prisão política.

"Se é que ainda posso pedir alguma coisa a vocês é que acreditem e persistam no judiciário e na academia, dentro e fora do Brasil, em cada espaço possível, para que todos os brasileiros tenham assegurado sempre, em todas as instâncias, o julgamento justo e com um juiz isento".